Lei do Farol Baixo aceso volta a multar

A lei do Farol Baixo aceso durante o dia em Rodovias volta a multar

A lei do farol baixo aceso durante o dia foi suspensa em setembro, mas voltou a valer agora em outubro. O órgão responsável pela fiscalização de trânsito teve autorização do Tribunal Regional Federal para voltar a multar os motoristas que dirigirem pelas Rodovias Federais com o farol baixo desligado durante o dia.

A lei havia sido suspensa em setembro, logo após o início de seu vigor. Causou muita polêmica, principalmente em algumas regiões em que algumas avenidas se tornam Rodovias Federais em determinadas regiões, como é o caso da Marginal Tietê, Em São Paulo. Vale ressaltar que no despacho do juiz é mencionado a obrigatoriedade da devida sinalização que a área pertence a uma rodovia federal para que os motoristas possam ter conhecimento.

Esse tipo de atitude é comprovadamente eficaz na precaução de acidentes e em alguns países a lei já existe a muito tempo. E para evitar qualquer multa por falta de atenção é impotente criar o hábito de ligar o farol baixo já no momento da partida, assim você estará sempre de acordo com a lei, mesmo em locais que não seja exigido.

A multa do Farol Baixo aceso é de R$ 83,15 e mais pontos na Carteira Nacional de Habilitação. Vale lembrar que a partir de novembro terá um reajuste e o valor passará para R$ 130,00, esse reajuste ocorrerá em todas as infrações de trânsito.

Como não esquecer o Farol Baixo Aceso durante o dia

Quando não temos o hábito, ou quando algo muda nossa rotina do dia a dia é normal que tenhamos dificuldades de lembrar, mas nada que algumas dicas não possam superar esse início e ele se torne algo automático. E a principal dica a ser seguida é colocar um lembrete dentro do carro, no painel, em um lugar que você visualize assim que entrar no veículo. Entrou, ligou acendeu. Não importa se é obrigatório somente nas Rodovias Federais, ande sempre com o farol acesso durante o dia e você evita qualquer dor de cabeça futura.

Gostou? Então compartilhe na sua rede social!

Márcia Rabelo

 

2 Comentários
  1. wado 11 meses atrás

    Uma nova maneira de arrecadação nada alem com a desculpa esfarrapada que reduz acidente

  2. THIAGO O SOUZA 11 meses atrás

    O farol baixo não foi desenhando pra esse uso. Com o farol baixo ligado, o painel de instrumentos reduz sua luminosidade e você pode perder informações preciosas se estiver muito ensolarado. Além disso, muitas rodovias passam em trechos urbanos, como no DF (toda “avenida” aqui é classificada como rodovia, mesmo sendo 100% urbana, contrariando o CTB). Então, é mais uma lei burra, iniciada por parlamentares que não dirigem, não se informam, imaginam o mundo de suas poltronas no ar condicionado, e não se tocam das consequências de suas ações… Eu imagino que, só de gasolina a mais para recarregar a bateria, lâmpadas queimadas com o calor diurno e problemas que o carro vai ter com isso, deveriam ter pensado melhor isso aí. Ao invés de obrigar o cidadão, poderiam ter obrigado as montadoras a, a partir do ano que vem, trazer em seus carros o farol de rodagem diurna com led, ou seja, permitir a transitoriedade (como fizeram com o air bag). Aliás, a matéria está incorreta ao insinuar que na Europa se usa farol baixo de dia: lá se usa o farol de rodagem diurna!

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

© 2017 Clube DETRAN Todos os direitos reservados.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account